"Todos dizem ser forte o rio que tudo arrasta. Ninguém diz serem fortes, as margens que o comprimem"

sexta-feira, 15 de Agosto de 2014

Diogo Morgado " Tenho sigo «bafejado» por alguma sorte" - Entrevista ao atelevisão


Diogo Morgado " Tenho sigo «bafejado» por alguma sorte"



diogo Diogo Morgado: «Tenho sido bafejado por alguma sorte»
Virados do Avesso é o próximo filme português que terá Diogo Morgado como protagonista. O ator esteve durante três semanas em Portugal para gravar a comédia realizada por Edgar Pêra. «É um filme interessantíssimo», diz Diogo Morgado.


Diogo Morgado descreveu a sua personagem ao A Televisão. «É um tipo absolutamente normal, tem a sua vida. Acorda um dia e de repente tem o melhor amigo na sua cama. Ele não percebe o que se passa. Basicamente percebemos que ele teve um derrame cerebral (teve amnésia) e esqueceu-se que é gay. Portanto, acorda num mundo um pouco cor-de-rosa, um pouco alterado. Entretanto, há um encontro e desencontro… A família que já tinha aceite que ele era gay, ele vai ter que dizer: “Não, mas eu não sou!” / “Mas como é que não és?”. Além de Virados do Avesso, o ator também protagoniza Presa, uma curta-metragem da produtora algarvia New Light Pictures. «Foi um gozo tremendo participar nessa curta. Estou muito ansioso para ver o resultado final». A estreia de Presa deverá acontecer ainda este ano, no Algarve.



À pergunta «Como é que tens vivido toda esta agitação?», Diogo Morgado reagiu de forma descontraída. «Tem sido absolutamente normal. É uma carreira que tem evoluído, graças a Deus, mas a verdade é que tem sido uma coisa muito, muito progressiva. Um passo de cada vez e as coisas têm acontecido. Tenho sido “bafejado” por alguma sorte, e isso não nego, mas também tenho convidado a sorte a aparecer de vez em quando». O ator sublinhou ainda que não costuma recusar convites. «Eu não recuso nada. Eu aceito tudo, o que for possível e que haja disponibilidade para fazer. Neste caso, houve disponibilidade por parte da série que eu estou a gravar nos Estados Unidos, de me libertar para puder fazer a rodagem do filme [Virados do Avesso], e voltei».

http://www.atelevisao.com/famosos/diogo-morgado-tenho-sido-bafejado-por-alguma-sorte/

quarta-feira, 30 de Julho de 2014

Diogo Morgado grava filme português

Diogo Morgado grava filme português



Diogo Morgado e Vanessa Ferreira
Diogo Morgado e Vanessa Ferreira
Diogo Morgado aceitou o convite de Nicolau Breyner para integrar o elenco do novo filme do ator e realizador, “Virados do Avesso”, cujas rodagens já começaram.
Além do “hot Jesus”, o filme conta com Jorge Corrula, Marina Albuquerque e Isabel Medina e, ainda, com a ex-concorrente da “Casa dos Segredos 3” Vanessa Ferreira, a bailarina de dança do ventre, que ontem partilhou a sua felicidade por contracenar com Diogo Morgado.
“Fiquei (aprovada) para o filme português ‘Virados do Avesso’. As gravações já começaram e contraceno com este grande ator. Tão agradecida à Heart Way e Cinemate por apostarem em mim”, escreveu Vanessa na legenda de uma foto onde surge ao lado de Diogo Morgado. 

Diogo Morgado: “Não me sinto americano” - Entrevista ao Sapo Fama

Diogo Morgado: “Não me sinto americano”

Estrela da série “The Messengers”, que está a ser gravada nos Estados Unidos, Diogo Morgado aproveitou um intervalo nas filmagens para vir até Portugal rodar um filme de baixo orçamento, “Virados do Avesso”. Sem peneiras, o ator confessa que não tem quaisquer problemas em trocar os luxos de Hollywood pela nossa pobreza franciscana…

Diogo Morgado
Diogo Morgado
O que fez regressar a Portugal e aceitar rodar o filme “Virados do Avesso?
Para já é uma desculpa fantástica para trabalhar com malta com quem não me cruzava há muito. Depois, trata-se de uma comédia de situação que me atrai muito como espetador. 
Outro dos motivos é porque o cinema em Portugal não mexe. Temos a mania de culpar a falta de dinheiro e de meios – que não existem, é verdade! -, mas há muita coisa que não tem a ver com dinheiro. Tem a ver com o querer e o saber usar os ovos que temos para fazer a melhor omeleta possível. Bato-me por isto há muitos anos e agora não fazia sentido, sabendo que posso contribuir para essa mudança, não dar o corpo às balas. 
Mas agora, que está habituado ao luxo das produções de Hollywood, não lhe é difícil voltar a um projeto português de baixo orçamento?
Isso para mim não existe. Uma coisa é água outra é tinto. Nós somos muito bons a fazer muito com muito pouco e para mim isso é mérito, porque é muito fácil fazer coisas com muito. Quando podemos temos uma roulotte só para nós; quando não podemos trocamos a roupa no café da esquina, como já me aconteceu neste filme “Virados do Avesso”.
Vai passar muitos dias em Portugal?
Não. Ainda estou a gravar a série “The Messengers” nos Estados Unidos e foi muito difícil conseguir arranjar estes diazinhos. Assim que acabar as minhas cenas em “Virados do Avesso” volto para lá no dia seguinte.
Já se sente um bocadinho americano?
Não e acho que nunca me vou sentir americano. Mas não escondo que me identifico muito com o mercado artístico dos Estados Unidos. É cada vez mais transversal, sem raças, cores ou idades.
A sua mulher, Cátia Oliveira, e o seu filho, Tiago, de 4 anos, também vieram até Portugal?
Claro! Para onde eu vou eles vão! E também estão a viver comigo, desde junho, em Albuquerque, no Novo México, local das filmagens da série “The Messengers”. 
Como estão a correr as gravações dessa série?
Estão a correr muito bem mas é, talvez, a coisa mais difícil que eu já fiz. Coube-me um papel muito complicado, não tanto pela intensidade mas porque é tecnicamente muito difícil. Em quase todos os episódios a minha personagem disfarça-se de outras. Quase nunca descanso e estou sempre em bicos de pés a tentar fazer diferente.
Vão ser quantos episódios?
Para já estão previstos 13, mas é quase garantido que serão 26. A série estreia em janeiro nos Estados Unidos e acredito que vai ser transmitida cá pela SIC.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...